quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Pra 2010

Que 2010 leve aos quatro ventos,
um pouco mais de doce.
De amargo já basta o mate,
bem quente, de assar as línguas.
De amargo já chega os chocolates,
que fazem a gente ter vontade de não comer chocolate.
Aquele amargor na garganta,
de um lanche mal resolvido nas tripas.
Aquele azedume no ar
de um cocô que a gente nem sabe como saiu.
Chega!
Que venham os doces,
as cores,
os carinhos,
os amores...

que venham os doces
e levem os amargos
pro lado de lá
da ponte que partiu!