sábado, 9 de outubro de 2010

Num dia Nove

Um dia desses eu morri
e o que vi não era luz
já faz um tempo que parti
em dois
pedaços
iguais

De nada adiantou fingir
que era um pouco de nós
que precisava seguir
em frente
contente
a sós

Pois eu ainda descanso aqui
vagando entre os espaços
vazios
tão frios
dos teus lençóis

O dia esse que eu morri
quebrei
sumi
lembrei
de quando eu eramos nós

0 comentários:

Postar um comentário