quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Sessenta e Seis

O cara da caverna escreveu desenhado
quanta coisa tinha pra se descobrir
o fogo, a roda, o pão, o poder e o pecado
mas tudo isso dava pra se resumir
no sessenta e seis
sessenta e seis
sessenta e seis
o número da cabala
e da begala do capeta
sessenta e seis
sessenta e seis
a vez dos eclipses
durante o alinhamento dos planetas
sessenta e seis
sessenta e seis
as crianças invisíveis
morrendo de fome e de tristeza
sessenta e seis
sessenta e seis
o mantra do acaso
diante das tantas incertezas
sessenta e seis
sessenta e seis
os contos proíbidos
as páginas rasgadas
sessenta e seis
sessenta e seis
as partes do coração partido
sem sal e sem graça

0 comentários:

Postar um comentário