domingo, 29 de maio de 2011

O Sol dos Viajantes

Viajante, olha adiante
descansando no horizonte
desce o sol de todo dia
sombreando os caminhantes

Escondendo seus contornos
entre os muros da cidade
escurecendo os entornos
de um fim de tarde

Traz com ele o sereno
as lembranças de outros tempos
das tantas caminhadas
de verão e de inverno

Corre contra teu inverso
decide, enquanto a luz esvazia
agora já não mais te aquece
como antes aquecia

Viajante, pensa um instante
ou segue em frente
ou vai embora
ou pede socorro

Viajante, não se espante
hoje escurece
amanhã amanhece
de novo

E assim é sempre
sempre

0 comentários:

Postar um comentário