sábado, 7 de janeiro de 2012

Quando tudo passar

Posso nem ter
a melhor pontaria
nem todas as armas
que precisaria

Mas no fim da guerra
quem permanece sou eu

O corpo cambaleante
abalado das baladas
sobrevive
pra cuidar do teu

Posso nem ser
a melhor alternativa
mas em todos os dias
quem permanece sou eu

Talvez não consiga
alcançar tão longe
mas quando tudo se esconde
eu permaneço aqui

Quando tudo passar
- pode acreditar -
sou sempre eu
quem vai ficar
pra cuidar de ti

0 comentários:

Postar um comentário